ArtigoCrianças

Todo o dia é dia de ser como Criança

A não ser que vocês se convertam e se tornem como crianças, jamais entrarão no Reino dos céus

Pensando sobre o dia lindo de hoje, me veio à mente uma passagem bíblica que fala o quanto Deus está aberto e acessível às crianças, creio que por serem almas tão puras e inocentes, possuidoras de virtudes das quais ele projeta nos que almejam fazer parte do seu Reino.

Jesus foi muito enfático ao afirmar que o Reino dos Céus está acessível às crianças. Delas é o Reino dos Céus, afirmou ele em Lc 18.16. E em Mt 18.3 ainda acrescentou, a não ser que vocês se convertam e se tornem como crianças, jamais entrarão no Reino dos céus.

Ser como criança é uma condição, um requisito para estar com Deus e acessar o seu Reino.

O contexto desta afirmação de Mateus 18, se deu quando os discípulos perguntaram a Jesus sobre quem, ou qual deles, seria o maior no Reino dos Céus. Jesus, então tomou uma criança pelas mãos e a colocou no meio deles para através dela exemplificar sua resposta.

A pergunta dos discípulos parecia ser essencialmente egocêntrica e presunçosa, sinais comuns na vida adulta, de quem cresceu demais ao ponto de se emancipar da pureza de uma criança.

Quem é o maior no reino dos céus? Interrogaram eles.

Essa ideia de ser o maior, de estar na frente, de ser o primeiro, diz muito sobre a vida adulta, sobre ser adulto. E adultos de fato competem. Brigam entre si a todo instante para serem melhores que os outros e para serem os primeiros. Já uma criança, não pensa assim, geralmente não se importa em ser a primeira, a segunda, ou a terceira; ela quer mesmo ser vista, quer apenas ter atenção.

Essa é uma dentre muitas diferenças entre adultos e crianças. Por exemplo:

Os adultos são orgulhosos, mas as crianças são humildes por natureza.

Os adultos guardam rancor por dias, meses e até anos. Eles não se perdoam facilmente. Já as crianças, se perdoam a todo o instante e com toda a informalidade que só elas sabem fazer. Elas cumprem facilmente a ordem de Jesus de perdoar a mesma pessoa 70×7 num mesmo dia. Isso é fichinha pra elas.

Os adultos estão sempre ansiosos, sobrecarregados e preocupados com os cuidados da vida; porém, as crianças vivem despreocupadas com o amanhã, como se já soubessem, ainda que não saibam, que o amanhã pertence à Deus. E que ele supre as suas necessidades, assim como supre às dos pardais. Por isso, elas não se importam se calçam os melhores sapatos, as melhores roupas, se tem os melhores brinquedos. Elas simplesmente se contentam com o que tem agora, com as coisas simples que as cercam, como abraços brincadeiras de correr ou de fazer bolhas de sabão, andar descalças pela areia. Sem perceber elas confiam que Deus cuida da vida delas.

Por isso, ser como criança é requisito para se aproximar de Deus, para herdar sua morada. Como Jesus disse, é uma condição para entrar no Reino dos céus. Portanto, se não nos tornarmos como uma criança nos termos de pureza, inocência, humildade e amor não pode entrar no Reino.

Deus abraça quem tem alma de criança. Ele quer junto dele àqueles que sorriem com pureza de coração, que são autênticos e que falam com a sinceridade de uma criança.

Autor: Moisés Carneiro ©

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo